Nossa História

Missão

Promover o bem estar físico, mental, social e espiritual seguindo o exemplo do Senhor Jesus, o Médico dos médicos.

Visão

Ser uma Instituição de saúde reconhecida pela excelência de suas práticas e em constante modernização física e tecnológica, promovendo a saúde integral.

Valores

O amor a Deus e ao próximo tendo o paciente como centro das atenções, o respeito aos princípios bíblicos, a ética profissional em todas as suas esferas e a qualidade na prestação de serviços.



O Hospital Adventista de São Paulo (HASP) foi fundado no dia 9 de março de 1942. Ele está localizado no bairro da Aclimação, região central da capital paulista e oferece atendimento personalizado nas mais diferentes especialidades médicas.

No ano de 1936, a Igreja Adventista do Sétimo Dia em São Paulo tomou as primeiras providências para a construção de um sanatório, sob a liderança do pastor Elmer Wilcox. O local escolhido inicialmente era uma área junto ao Colégio Adventista Brasileiro (atual UNASP campus São Paulo).

Uma grande campanha destinada a arrecadar fundos para a construção do sanatório se estendeu por todo o Brasil e motivou até crianças, como o menino Gert Bockenkamp, filho dos professores da escola primária de Bom Retiro Cruzeiro, Santa Catarina. Ele ofertou todas as economias de seu cofrezinho para auxiliar a construção do Sanatório Adventista.


Em 1939, o Dr. Antonio Miranda, um médico da Associação Paulista (atual Associação Paulistana da IASD) foi convidado a estabelecer um consultório médico para ajudar na campanha da construção. Em seguida, alugou-se um sobrado, à Rua São Joaquim, nº 319, no Bairro da Liberdade, que passou a funcionar como residência do médico, consultório e sala de tratamentos, auxiliado pela enfermeira Bertha Lipke, priorizando os tratamentos naturais.

Após uma campanha para arrecadação de fundos conduzida pelo Pr. Germano Ritter, então presidente da Associação Paulista, em 15 de abril de 1941 foi adquirido um palacete à rua Tamandaré, nº 495, por 200 contos de réis, que pertenceu a Adélia Santos Dumont, casada com o engenheiro Plínio de Oliveira Adams. Ela era sobrinha do famoso pai da aviação, o brasileiro Alberto Santos Dumont.


Realizou-se uma grande reforma e, no dia 1º de março de 1942, houve a implantação definitiva da Casa de Saúde Liberdade, no coração de São Paulo, em um evento com a presença do então Governador de São Paulo, Adhemar de Barros, sua esposa Leonor Mendes de Barros, Sr. Eurico Branco, Dr. Galdino Nunes Vieira - nomeado diretor clínico do hospital, Pastor Rodolfo Belz e o pastor Germano Ritter, presidente da Associação Paulista e um grande idealizador na concretização do projeto. A sua esposa doou para a lavanderia sua máquina de lavar roupa importada e adquirida com grande sacrifício e voltou a lavar roupa com as mãos.


Em sua primeira fase de funcionamento, os tratamentos naturais foram o grande destaque da instituição recém-fundada. Em meio a uma prolongada epidemia de poliomielite, em 1943, sob a direção da enfermeira norte americana Lillian Wentz, com experiência no método Kenny a instituição iniciou o atendimento das crianças afetadas pela paralisia infantil, alcançando notoriedade no seio da sociedade paulista. Com este método, o tratamento das sequelas de poliomielite tinha como base primária a hidroterapia, e a instituição atendia em média 100 crianças por dia.

No ano de 1955, os médicos do HASP deram suporte ao trabalho de atendimento de saúde pela Lancha Samaritana, no rio Ribeira de Iguape, beneficiando a população por 35 anos.

A partir de então, a Casa de Saúde Liberdade passou por um processo evolutivo constante na área médica assim como em suas instalações. Entre os anos de 1963 e 1964 foi instituído o Plano Garantia de Saúde (Hoje Total Medcare) que se tornou não só uma fonte geradora de recursos, mas principalmente permitindo uma efetiva aproximação com um grande público mediante o atendimento mais frequente a um maior número de pessoas.

Em 1973, a instituição teve o seu nome mudado para Hospital Adventista de São Paulo. Nessa época, um arrojado projeto de construção foi elaborado, com a construção de um prédio com quartos e apartamentos para pacientes, o centro cirúrgico, a Unidade de Terapia Intensiva e demais unidades complementares. Em 2007 foi inaugurado um novo prédio na rua Rocha Pombo com um novo Centro Médico e Diagnóstico, com dezenas de especialidades médicas e consultórios. Em 2011 foi inaugurado um novo Centro Cirúrgico.

No ano de 2013, o HASP passou a ter uma nova unidade na Zona Sul da capital paulista. Com 1.500 m², o prédio está localizado no campus paulistano do UNASP. A unidade inaugurada tinha 14 consultórios, laboratório de análises clínicas e exames de diagnóstico por imagem e pronto atendimento integral. Em 2016 teve início uma parceria com a Policlínica Universitária do UNASP São Paulo). Mais recentemente, realizou-se a revitalização de um prédio com 5 andares, com apartamentos para pacientes, abertura de um serviço de oncologia, de uma nova UTI para pacientes adultos com 09 leitos, e de uma Unidade Semi-Intensiva com 06 leitos.

O HASP integra uma rede de aproximadamente 780 instituições de saúde distribuídas nos cinco continentes, mantidas pela Igreja Adventista do Sétimo Dia, todas com o objetivo final de restaurar no homem a imagem do Criador.